Controle de pragas em condomínios

7676

Controle de pragas em condomínios

Condomínios
As pessoas, atualmente, preferem morar em condomínios devido à preocupação com a segurança e por sentirem-se atraídas pelas áreas de lazer cada vez maiores e melhores, mas, quando se trata da problemática das pragas, tudo se agrava pela proximidade entre as residências e o aumento da probabilidade de infestações.

Áreas comuns
Nas áreas comuns dos condomínios, existe a possibilidade da entrada de roedores, de infestações das caixas de esgotos por baratas e escorpiões. Constatamos também um grande aumento na população de pombos, que é uma praga que transmite muitas doenças; além da eterna problemática das doenças transmitidas por mosquitos como dengue, chikungunya e zika. Não nos esqueçamos do cupim subterrâneo, que, caso não seja imediatamente tratado, infestará todos os móveis das residências do condomínio.

Apartamentos ou casas
Nos apartamentos ou casas, pelo fato de serem muitas vezes conjugados, é facilitada a passagem de pragas como formigas e baratas francesinhas (Blattella germânica), além das brocas e cupins de madeira seca, que sempre se disseminam com muita facilidade. Existe também o cupim subterrâneo que se espalha e destrói todo o madeiramento. Mas nada comparado a um pombo morando na sua caixa de ar-condicionado e transmitindo mais doenças que o próprio rato.

Controle Integrado de Pragas em condomínios
Analisando esta realidade, desenvolvemos um programa especial para condomínios, possibilitando que você se previna de todas estas pragas. Este programa é baseado no Manejo Integrado de Pragas (MIP) da empresa e tem toda uma particularidade para condomínios, oferecendo atenção especial à segurança das crianças e animais domésticos. Ele consiste num conjunto de métodos e procedimentos que alcança a efetividade do controle e está de acordo com as exigências da Resolução Nacional para Controle de Pragas – RDC 52
Principais pragas em condomínios

Baratas
Infestam apartamentos e áreas comuns. Foram identificados 22 tipos de bactérias em seus organismos.

Ratos
Passam pelos brinquedos das crianças, comem a ração do seu animal doméstico, defecam e urinam onde comem, tornando-se um grande problema de saúde para o condomínio.

Cupins
Sugerimos sempre a realização de uma barreira química nas áreas comuns, pois, corre-se o risco dos cupins migrarem para os apartamentos, e, quando infestam os mesmos, destroem todo o madeiramento.

Escorpião
Praga de grande perigo para crianças, idosos e pessoas alérgicas. O principal risco de acidentes em condomínios é com o Tityus stigmurus. O escorpião-amarelo, todos os anos, leva mais de 3.000 pessoas ao CEATOX devido a sua dolorosa picada.

Formigas
Grandes transmissoras de doenças, assim como a barata. Mas as pessoas não sentem o mesmo asco. Elas infestam jardins e algumas espécies fazem ninhos tão profundos que podem derrubar muros e estruturas.

Carrapatos
Estas pragas pertencem ao grupo dos aracnídeos e apresentam muita resistência a inseticidas; são de difícil controle, necessitando também de tratamento para os animais domésticos.

Pombos
Com mais de 67 zoonoses catalogadas, é uma praga urbana que atinge largas proporções, representando um grande problema para condomínios e residências pelo risco que gera à saúde das pessoas.

Pular para a barra de ferramentas